Tendências do Luxo para os próximos anos

A Bain & Company identificou, assim, os nove fatores que definirão o mercado de luxo nos próximos três a cinco anos:

luxo

1 – Os consumidores chineses, incluindo os gastos como turistas, representam na atualidade mais de 20% das vendas mundiais de produtos de luxo. Os consumidores asiáticos (China, Japão, Coréia e Sudeste asiático) representam, por sua vez, 50% do total;
2 – 30% das vendas globais de artigos de luxo acontecem em mercados emergentes;
3 – A idade média dos consumidores de artigos de luxo na Ásia vem diminuindo constantemente, enquanto no Japão, Europa e EUA vem aumentando, criando uma nova geração de consumidores de luxo, mas com gostos e preferências muito diferentes;
4 – As mulheres não farão compras tradicionalmente masculinas (roupa, relógios de luxo, etc.), já que têm  cada vez mais independência dos seus gastos;
5 – Os homens, por sua vez, estão cada vez mais propensos a procurar marcas com atributos ligados à “moda” e “beleza” (tradicionalmente mais femininos), assim como a funcionalidade dos produtos;
6 – O uso de produtos de luxo foi, também, introduzido em ocasiões mais informais, o que afetou o desenvolvimento de produtos pelas marcas (por exemplo, com o casual-chic);
7 – O setor de luxo está sendo fomentando por dinheiro ‘novo’, a procura de produtos cada vez mais tradicionais e de maior qualidade por parte dos consumidores.
8 – As marcas Premium e de moda de “consumo rápido” (fast fashion) estão obrigando as marcas de luxo a rever as suas propostas de valor e a começar a competir diretamente com as gamas baixas de produtos de luxo;
9 – A convergência de lojas tradicionais, comércio eletrônico e redes sociais estão criando uma experiência “omnicanal” para os consumidores.

Palestrante e Diretora da GO Associados, especializada em Capacitação de Pessoas, Excelência em Serviços, Marketing, Gestão do Luxo, Turismo e Hospitalidade. Gabriela atuou por 20 anos em reconhecidas multinacionais.