Restaurante de Hotel, preferido dos Hóspedes e da Comunidade Local

Muitos hoteleiros, quando falamos de restaurante, pensam direto em custos. Compreensível. Mas vamos a parte boa. Um restaurante pode adicional 20% à 25% ao faturamento do hotel. E se adicionarmos um chef com experiência, staff bem treinado e muito marketing local, esse número pode dobrar sua receita de A&B.

Mas muitos hotéis, principalmente os econômicos, optam por terceirizar seus restaurantes.

Agora se ele continua sob sua gestão, conheça as 9 dicas de um Gerente Geral americano, que tem hotéis e restaurantes sob sua gestão:

captura-de-tela-2017-10-23-a-s-14-41-40Foto: Hotel Slaviero Lifestyle Rio de Janeiro

  • Conheça seus habitués – além de humanizar o atendimento, aumenta as gorjetas. É bom para todo mundo.
  • Crie uma entrada separada do hotel – muitas pessoas não gostam de entrar no lobby de um hotel para jantar.
  • Crie Promoções e Programas de Fidelidade – mesmo um café ou sobremesa gratuita funciona. Valores diferenciados para hóspedes também. E porque não incentivar o público local, oferecendo programa de fidelidade, onde ele vai aumentando os benefícios dependendo do número de pessoas que traz para acompanha-lo nas refeições.
  • Penso localmente – depois de definido menu e conceito, pense demograficamente na comunidade local. Os clientes serão casais jovens, famílias, profissionais, ou diversos públicos? Pergunte à comunidade o que ela quer.
  • Seja diferente – Hóspedes esperam um pacote completo, e locais esperam variedade. Escolha um nicho e assegure que se adeque aos hóspedes e também aos locais.
  • Promova seu restaurante – Convide críticos gastronômicos, blogueiros, jornalistas e radialistas para experimentar. Distribua folhetos nas empresas ao redor do hotel. Crie um hot site exclusivo do restaurante linkado com o site do hotel. Crie uma página do Facebook e ofereça benefícios por ‘likes’. Incentive as pessoas a assinarem sua newsletter, com a possibilidade de ganhar um jantar na mesa da cozinha, aquela onde o chef cria um menu exclusivo. Seja presença nas mídias sociais, monitorando e respondendo reviews no Tripadvisor periodicamente. Participe ativamente da comunidade local participando de eventos de caridade, escolares, etc. Comemore datas especiais, fazendo parcerias com marcas locais e oferecendo menus temáticos.
  • Promova seu Chef – Quanto mais renomado o chef, mais dinheiro ele lhe dará. Coloque a foto dele nas redes sociais, fale do seu currículo, deixe-o falar sobre o restaurante e cardápio. Coloque-o para participar de eventos na cidade. Introduza-o como novo chef na comunidade local e via mídia local. Isso pode inspirar pessoas a visitarem o restaurante e até darem uma nova chance, caso já tenham ido no passado.
  • Invista nas suas pessoas – Tenha uniformes sempre arrumados e de boa qualidade. Pague por treinamento para que o conceito do restaurante seja totalmente compreendido, gostem do que fazem e excedam os padrões normais de atendimento. Mantenha o quadro de funcionários completo para evitar qualquer gap nos serviços, e futura insatisfação do cliente. Por fim, se você é pequeno e tem um staff enxuto, invista em cross training. Um concierge pode ser um excelente bartender.
  • Comercialize produtos locais – engaje a população local oferecendo produtos locais para venda no próprio restaurante. O mesmo vale para café da manhã, use e abuse de sabores e alimentos locais.

O estigma de má qualidade da comida de ‘restaurante de hotel’ já ficou no passado. A percepção das pessoas mudou, e é hora de você mudar também. Hóspedes e Comunidade Local exigem dedicação. Eles agradecerão, e seu bolso também.

Versão original no Hôtelier News. Ler AQUI.

============

Ler também:

Porque alguns hotéis dão certo e outros não

É Puro Luxo

Valorize seus ‘invisíveis’

Palestrante e Diretora da GO Associados, especializada em Capacitação de Pessoas, Excelência em Serviços, Marketing, Gestão do Luxo, Turismo e Hospitalidade. Gabriela atuou por 20 anos em reconhecidas multinacionais.