Quem Matar na Hora da Crise? | Gabriela Otto
Empresa especializada na Capacitação de Pessoas, Marketing, Mercado de Luxo, Turismo e Hotelaria.
go associados, gabriela otto, go, hotelaria, consultoria, gestao hoteleira, palestra, otto, blog gabriela, mercado de luxo, luxo, palestras,
16817
post-template-default,single,single-post,postid-16817,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-5.3,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Quem Matar na Hora da Crise?

15 nov Quem Matar na Hora da Crise?

Hoje em dia, as crises não são mais cíclicas, mas uma dinâmica contínua nas empresas. Com a velocidade online, é possível afirmar que as empresas estão constantemente em crise, pois precisamos ajustar produtividade e eficiência o tempo todo.

Fatores que pesam negativamente nos momentos de crise e podem ser fatais:

  1. Ego inflado
  2. Pouca habilidade para tratar frustrações
  3. Sensação de invulnerabilidade nos negócios.

Gostei muito da frase do autor: “O empresário que insiste nas condições de aventureiro, dificilmente deixará de ser o protagonista de verdadeiras tragédias, mesmo que, do lado de fora, o espetáculo em cartaz seja a do crescimento.” Grande verdade!

Cultivar a humildade é uma das virtudes mais difíceis e, infelizmente, a maioria dos executivos difíceis e, infelizmente, a maioria dos executivos não trata os problemas com a atenção e os cuidados merecidos.

Indicativos para identificar se sua empresa está em crise:

  • Prejuízo ou tendência de queda de lucros.
  • Acumulação de passivos tributários.
  • Aumento de endividamento bancário.
  • Atraso no pagamento de fornecedores.
  • Atraso no pagamento de funcionários.

Levar um negócio adiante no Brasil, com um cenário não favorável, burocracia complexa e alta tributação, não é para qualquer um. E a falta de planejamento, típica de alguns empreendedores, só agrava a situação.

Então como enfrentar uma crise?

  1. Debruçar-se sobre o histórico da crise (como, por que, quando, etc)
  2. Entender a importância de cada cliente (curva ABC).
  3. Analisar p RH, e entender se a estrutura está adequada, inchada ou carente de pessoas.
  4. Rever as margens.

A partir daí, o autor detalhe (em boa parte do livro) as opções financeiras possíveis para uma empresa ser resgatada em uma crise.

Resumo…

Nos tempos atuais, não se trata de saber, e claro, o que fazer para dissipar seus efeitos.

Autor: Arthur Lopes.

Compre AQUI.

A GO Consultoria tem parceria com a Editora Évora. Use o código T8GR5NDT7, e tenha 40% de desconto nas compras acima de R$ 20. Boa leitura!

Tags:
,